terça-feira, 29 de novembro de 2011

7 Espíritos malignos dentro das igrejas.

7 Espíritos malignos  dentro das igrejas.

Porque do interior do coração dos homens, saem os maus pensamentos, os adultérios, as prostituições, os homicídios, os furtos, a avareza, as maldades, o engano, a dissolução, a inveja, a blasfêmia, a soberba, a loucura.
Todos estes males procedem de dentro e contaminam o homem. Marcos 7:21;22;23  

Inveja:     Quer tudo que o outro irmão possui, desde bens materiais, até os dons do Espírito Santo, tenta de toda forma conseguir aquilo que é dos outros.
O sentimento sadio é vida para o corpo, mas a inveja é podridão para os ossos. Provérbios 14:30

Vaidade: Sempre quer estar atraente, querendo ser sempre o centro das atenções, o dia que não tem uma roupa bonita não que ir a igreja.
Não confie pois na vaidade enganado-se a si mesmo, porque a vaidade será a sua recompensa. Jó 15:31

Contenda:   Tudo que o irmão fala ou faz, vira motivo de confusão, esta sempre procurando algo errado pra falar, nada está bom.
 Quero pois que os homens orem em todo lugar, levantando mãos santas, sem ira nem contenda. 1Timóteo 2:8

Adultério:  Pratica coisas que Deus abomina, mesmo sabendo que o castigo é pesado, tenta esconder dos outros não admitindo o erro.
Tendo os olhos cheios de adultério, e não cessando de pecar, engodando as almas inconstantes, tendo o coração exercitado na avareza, filhos de maldição; 2Pedro 2:14

Exaltação:   Se vangloria  das coisas que faz, quer sempre ser melhor que os outros, e gosta de ser reconhecido.
Ezequias, porém, se humilhou pela exaltação do seu coração, ele e os habitantes de Jerusalém; e a grande ira do SENHOR não veio sobre eles, nos dias de Ezequias.  2Crônicas 32:26

Roubo:   Pede emprestado, não paga, gosta sempre de si dar bem, compra e não paga, gosta das coisas fáceis de conquistar.
Só permanecem o perjurar, o mentir, o matar, o furtar e o adulterar; fazem violência, um ato sanguinário segue imediatamente a outro. Oséias 4:8

Divisão e o falso profeta:   Quer dividir a obra de Deus, ajunta irmãos para falar mal da igreja do Senhor, quer espalhar as ovelhas do rebanho, não fica em nenhuma igreja e não dá um bom testemunho.
Porque Deus não é Deus de confusão, senão de paz, como em todas as igrejas dos santos. 1Coríntios 14:33
E também houve entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá também falsos doutores, que introduzirão encobertamente heresias de perdição, e negarão o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina perdição. 2Pedro 2:1

Que Deus abençoe a todos.

Filipe Fideles de almeida.

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Cristãos estão sendo mortos na índia

Cristãos estão sendo mortos na Índia




carta da índia-urgente!!!Para o Ricardo e todos os meus irmãos e amigos do Instituto Haggai (Havaí).

Meu amor e saudações a todos os meus queridos amigos em nome de nosso Senhor Jesus Cristo, protetor de minha vida e família da morte.

Aqui é Raj, seu amigo da Índia, pedindo sua gentil oração pela minha família e pelas igrejas no distrito de Kandhamal(Phulbani), Estado de Orissa.
Para informá-los, houve um terrível ataque às igrejas de nosso distrito. Quase todos os vilarejos cristãos foram destruídos, demolidos e queimados. Isso começou no dia 24 de agosto de 2008 e continua de mal a pior.
Mais de 100 cristãos mortos, entre eles cerca de 30 pastores, foram mortos de forma brutal ou queimados vivos. Ninguém sabe quantos estão desaparecidos. Os corpos dos mortos estão espalhados nas florestas, montes e vilarejos distantes. Não há ninguém lá para enterrar os mortos. Pessoas são mortas na frente de seus familiares, esposas e filhos. Meninas são raptadas por gangues e queimadas vivas. Não tenho palavras para expressar a agonia e a dor das pessoas. Muitos livros poderiam ser escritos sobre a tristeza de seus corações partidos. Quase todas as igrejas foram arruinadas, demolidas e queimadas.
Todos os vilarejos e casas cristãs estão completamente destruídos, suas propriedades foram saqueadas e todos os veículos, queimados. Milhares e milhares de pessoas pobres e inocentes, junto com suas crianças e velhos, correram para salvar suas vidas nas florestas e colinas, e mesmo ali suas vidas não estão seguras. Eles continuam sendo caçados pelos fanáticos hindus.
O toque de recolher vem desde 24 de Agosto de 2008. Sem transportes, sem mercados, parece que todo o distrito está parado e morto.

O último culto que realizei com os crentes de minha igreja foi no domingo do dia 24. No dia 25, recebi notícias de que atacariam a mim e à minha família, e destruiriam minha casa. Para salvar minha vida e a de minha família, deixei minha casa às 5:30 da manhã apenas com a roupa do corpo. Eu, minha esposa e meu filho de 10 anos nos abrigamos e escondemos com um amigo não-cristão.
O terror estava por toda a parte em nossa pequena cidade. Com muita aflição e medo, nos abrigamos naquela casa. Assim que a noite caiu, ouvimos o som de pessoas da oposição correndo de lá para cá, gritando 'matem todos os cristãos.' Seu objetivo era matar todos os líderes e pastores.
Às 12:45 da noite, recebi uma ligação de um irmão. Eles marcharam contra o prédio do meu escritório e, sem perder tempo, arrasaram minha casa com uma bomba. Confiscaram tudo e queimaram o resto das coisas, meu carro e todas as bicicletas. Então avançaram para a casa em que eu estava escondido e arrombaram a porta para pegar e matar nossa família. Graças a Deus, o dono da casa tomou uma atitude corajosa para me proteger, acabou agredido brutalmente.

Na manhã seguinte, com muito medo, eu, minha esposa Purnima e meu filho Comfort corremos para a floresta para nos salvar. Minha esposa é diabética. Eu os levei para a floresta, sem sabermos para onde estávamos indo. Um pastor e sua família nos encontraram naquela floresta. Permanecemos um dia inteiro ali e, ao anoitecer, andamos mais 10km mata adentro para ficarmos a salvo. Por quase cinco dias, o Senhor, com sua mão poderosa, nos protegeu naquela floresta.
As pessoas de um vilarejo cristão próximo ficaram sabendo a nosso respeito e vieram nos ajudar trazendo comida. Ficamos sabendo que a floresta também não era nada segura. Com muito cuidado, chegamos ao acampamento de ajuda. Em cada um, de 5 a 6 mil pessoas. Não havia comida nem água, só doenças por toda a parte, crianças pequenas e muitos idosos já mortos. Foi um milagre dois motoristas não-cristãos de bom coração chegarem de 60km de distância com meu primo e nos salvarem da morte
Em cinco minutos, pela manhã, às 7:45, eles nos atravessaram pelo campo dos opositores que queriam minha vida. Por sua graça e mão poderosa, Ele nos salvou. Graças ao seu santo nome, chegamos a um estado vizinho. Não sei o que fazer, peço sua gentil oração por minha família e também que todos vocês sustentem nosso povo e nossas igrejas em suas orações.
As pessoas perderam sua esperança, não há apoio do governo, o terror está por toda a parte. Minha oração e confiança são que somente Deus, por sua graça, pode controlar a situação de morte e agonia.
Algum de vocês pode enviar meu pedido de oração ao Dr. Dhanaraj e ao Sr. Mandoza em Maui Haggai? Por favor, informem nossa condição a todo o povo de Deus para oração. Se puderem, por favor me escrevam. Obrigado, meus amigos. Essa é a realidade, dizia o irmão Mandoza, antes de deixarmos Maui (Havaí).

Não sei em que condições se acham sua vida e ministério, mas amo muito, oro e tenho saudades de todos vocês. Muito obrigado por seu amor e amizade por mim no Havaí. Que Deus abençoe todos vocês. Seu irmão

Fonte: Folha Cristã



Marcos Vinicius Fideles de Almeida


DEUS abençoe a todos

sábado, 15 de outubro de 2011

Oração com perseverança




Oração com perseverança





introdução




Irmãos é impossível caminharmos a nossa caminhada cristã, sem fazermos uso constante da oração. A oração é o nosso sustentáculo; a oração é quem nos coloca de pé em nossa caminhada. A oração é o nosso pão de cada dia, que vem do céu; ou seja, o nosso maná. A oração é a nossa arma contra os nossos inimigos diários. Na caminhada espiritual é impossível vencer, uma batalha se quer, sem estarmos de joelhos no chão.
Podemos afirmar: o pedreiro usa a colher; o carpinteiro, o martelo e o serrote; o marceneiro, o formão, a plaina e o serrote; o cirurgião, o bisturi, o advogado, as leis. Mas, o cristão deve usar os joelhos no chão, se desejar ser vitorioso em seu ministério. É uma pena que as reuniões menos freqüentadas, são as reuniões de oração. O ibope dessas reuniões está muito abaixo do esperado.

O NOSSO TEMPO DE ORAÇÃO:

• O Apóstolo Paulo, escrevendo a Igreja de Colosso, ordena: “Perseverai na oração, vigiando com ações de graça”. Perseverar na oração, não é orar de vez em quando; não é orar quando eu tiver tempo; quando eu me levantar mais cedo; quando for possível. Não é isso que o Apóstolo está falando. Sua palavra é perseverai na oração. A palavra perseverar quer dizer persistir, conservar firme num propósito, fazer com constância, dar continuidade, levar a sério o que se está fazendo. É isso que o Apóstolo está dizendo: Leve a sério o seu tempo de oração; o seu tempo com Deus. Fazendo assim, estaremos nos tornando mais íntimos de Deus. Orar é conversar com Deus. E, conversar é a forma mais eficaz de um relacionamento. Pelo diálogo, conhecemos e somos conhecidos.
• Vigiando com ações de graça. Vigiar significa estar atento, vigilante, cuidadoso, estar em sentinela, observar atentamente. Mateus registra as palavras de Jesus no capítulo 26:41: “Vigiai e orai para que não entreis em tentação”. Percebemos aqui também, nessa recomendação de Paulo, para que não façamos da nossa oração apenas um momento de petições, ou intercessões. Devemos neste momento de oração, reservar uma parte da nossa oração para rendermos a Deus a nossa gratidão pelo que Ele é e também por tudo o que tem nos feito. A oração de gratidão, de louvor, de adoração, de celebração a Deus, ela não só agrada a Deus, mas também nos faz crescer e reconhecermos quem de fato somos nós e quem é Deus. Quando temos consciência da nossa pequenez em relação à soberania de Deus, podemos louvá-lo com alegria; podemos dar a ele a adoração que ele é merecedor.
• A igreja deve orar pelos seus líderes.
Outra recomendação de Paulo é para que a Igreja de Colosso ore também suplicando a Deus que abençoe o seu Ministério. Vejam que Paulo não pede por ele mesmo, mas que Deus abra as portas para que ele possa pregar a palavra a muitas pessoas. Este não é um pedido egoísta, mas um pedido para que o Senhor abençoe o seu Ministério. Ele não está pensando em si mesmo, mas está pensando nas pessoas que o Senhor haveria de salvar.
É muito comum as pessoas pedirem orações por elas mesmas, ou pelos filhos, marido, esposa, mãe, ou outro parente qualquer. Mas esse pedido de Paulo é para que a Igreja ore pelo seu Ministério. No versículo quatro, Paulo dá outra justificativa para a oração: “Para que eu o manifeste como devo fazer”. Ou seja: Paulo deseja fazer a obra de Cristo, segundo a vontade de Deus e não como eventualmente ele pudesse ter preferência. O seu desejo é ser dirigido pela vontade de Deus. Este é um cuidado que todos nós precisamos ter na realização da obra do Senhor. A vontade precisa ser a de Deus e; jamais a nossa.
• Devemos ser simpáticos com os de fora.
Sabemos que, para propagarmos o Evangelho de Cristo, precisamos ser pessoas simpáticas, que cativam a amizade das pessoas. Precisamos sempre ter em mente que somos instrumentos de Deus e, como tais, precisamos ter um comportamento de quem é portador da graça de Cristo. Há pessoas que mesmo se dizendo conhecedoras da palavra, portam-se como se não tivessem nenhum relacionamento com Deus. Assim, vivem sempre de mau humor; se lamentando da vida; buscando culpados para os seus fracassos. Nesse caso é melhor nem perguntarmos como vão; mas sim, onde dói!
• Palavra temperada.
Creio que podemos pedir ajuda as nossas donas de casa, que estão mais acostumadas com o preparo do alimento para a família. Imagino que um alimento bem temperado é aquele que a pessoa que está preparando tenha sensibilidade de medir bem as dosagens de cada tempero, para que aquele alimento fique apetitoso. O alho, a cebola, o sal, ou outro tempero qualquer. Todos estejam na medida certa. Paulo está falando aqui sobre a palavra temperada. Creio que poderíamos traduzir esse ensinamento do Apóstolo, como sendo palavra ponderada, inteligente, de incentivo, amável, esperançosa. Creio que uma palavra assim é aquela que antes de ser pronunciada deve ser processada em nossa mente, e verificarmos se tais palavras vão repercutir de forma agradável nos ouvidos da outra pessoa, ou se serão objeto de discórdia. Uma palavra lançada pode produzir efeitos positivos para as pessoas. Mas, também pode produzir efeitos

destrutivos e às vezes até irreparáveis.

CONCLUSÃO:

Vimos neste pequeno texto de Paulo algumas coisas interessantes: Vimos que é muito importante estarmos em oração. Não aqueles poucos momentos de oração, do tipo: Senhor, obrigado por este alimento; em nome de Jesus Amém. É claro que estas orações também são importantes e devem ser feitas sempre. Mas não podemos nos limitar a estes momentos de oração específicas. Precisamos criar o hábito de estarmos na presença de Jesus para que possamos estreitar o nosso relacionamento com ele. É bom também para estarmos intercedendo por outras pessoas e principalmente pela liderança da Igreja, como: Pastores, Presbíteros, Diáconos, Professores etc. Tiago diz que a oração do justo pode muito em seus efeitos. Mas, precisamos gastar também o nosso tempo de oração em momentos de gratidão, adoração, louvor, ações de graça.




marcos vinivius fideles de almeida



DEUS abençoe a todos




www.igrejaevangelicavirtual.com

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Namoro - Assunto sério e delicado a ser falado.

Namoro = Assunto sério e delicado a ser falado. Alexsandra Lopes de Almeida



O namoro é um assunto delicado de ser falado e explicado, mas consideremos na bíblia para melhor entendê-lo em momentos ocorridos na vida de muitas pessoas.
    Ter, namorar, noivar, e casar com a pessoa que Deus lhe deu, não é simples e fácil, tanto a jovem quanto o jovem devem estar em oração e confiança em Jesus Cristo, a fim de que Ele lhe entregue na confirmação divina que será seu companheiro(a).
    Muitos, sem a direção de Deus, se casam e passam por momentos horrendos e plangentes de suas vidas, uma vez que, é certo que o cônjuge passará por lutas, mas bem-aventurado é o casal quando passa em tristonhas situações ao lado do companheiro que Deus lhe concedeu.
     Na história de Isaque e Rebeca, por exemplo, o servo de Abraão falou com o Senhor acerca de seu senhor, para que Ele desse a confirmação que Lhe pediu, no caso, das meninas que fossem tirar água do poço, aquela que fizesse do jeito que pediu ao Pai, esta seria por mulher de Isaque. "E disse: Ó Senhor, Deus de meu senhor Abraão, dá-me hoje bom encontro, e faze beneficência ao meu senhor Abraão! Eis que eu estou sem pé junto à fonte de água e as filhas dos homens desta cidade saem para tirar água; Seja, pois que a donzela, a quem eu disser: Abaixa agora seu cântaro para que eu beba; e ela disser: Bebe, e também darei de beber ao teus camelos. esta seja a quem designaste ao teu servo Isaque, e que eu conheça nisso que fizeste de beneficência a meu senhor", Gênesis 24:12-14
    No cumprimento do pedido do servo de Abraão, Rebeca foi levada para Isaque, a fim de dá-la como mulher, "E Isaque trouxe-a para a tenda de sua mãe Sara, e tomou a Rebeca, e foi-lhe por mulher, e amou. Assim Isaque foi consolado depois da morte de sua mãe", Gênesis 24:67.
    Veja que nas palavras de um justo há imenso poder, pois Abraão tinha dito acerca de uma moça e, da mesma forma que pediu, o Senhor o concedeu, "Se a mulher, porém não quiser-te, serás livre deste meu juramento; somente não faças lá tornar a meu filho, Gênesis 24:8; "E chamaram a Rebeca, e disseram-lhe: Irás tu com este homem? Ela respondeu: Irei", Gênesis 24:58.
    Verdadeiramente, quando inicia um compromisso, devemos levar em consideração muitas coisas: seriedade, atitude, amizade, companheirismo, lealdade, apoio, mas sobretudo, temente a Deus, pois quando O amamos, amamos também nosso companheiro.
    Há os que não vêem o namoro, noivado e até mesmo o casamento como compromisso sério, o que não é mostrado na Santa Palavra de Deus, porquanto em suas Escrituras, podemos enxergar claramente que os homens eram tementes ao Senhor em pedir, ao confiar e crer que Ele podia lhe dar o que almejava o seu coração.
    Assim, quem é solteiro ore e peça a Deus uma boa companheira tanto nas horas difíceis, agustiosas quanto nos momentos felizes e gáudios. Que seja serva do Deus Altíssimo, temente nas Escrituras, amiga e boa esposa, sobretudo que ame verdadeiramente Deus em 1º lugar com toda a força de sua alma e vida, portanto amando Jesus Cristo em tudo e com tudo, ela lhe amará também. "Se alguém não ama a seu irmão, ao qual viu, como pode amar a Deus, a quem não viu? E dele temos este mandamento: que quem ama a Deus, ame também a seu irmão", I João 4:20-21
    Contudo, o relacionamento é um compromentimento e responsabilidade primeiramente com Deus, então, um temente servo do Senhor, não aceita no compromisso, relacionamento com outro, brincadeiras, enganos, mentiras, fofocas, infantilidades, bagunças, concuspiscências carnais, mas pelo contrário, vai à busca, biblicamente, de tudo aquilo que é agradável aos olhos do Rei, o Todo-poderoso, Amado e Consolador de nossa alma Jesus Cristo.


Filipe Fideles de Almeida.

sábado, 17 de setembro de 2011

A pedra, que os edificadores rejeitaram, Esta foi posta por cabeça de esquina.

A pedra, que os edificadores rejeitaram, Esta foi posta por cabeça de esquina.
Bruno Cesar da IPDA


No tempo de Jesus, os israelitas esperavam a salvação, o Messias tão prometido pelos profetas, e o Messias estava no meio deles, a salvação tanto aguardada, mas eles não O receberam!
Viram seus milagres e sinais, os seus ensinamentos, mas O rejeitaram! Eles sabiam que Jesus era o filho de Deus, o Salvador do mundo, mas preferiram desprezá-Lo, lançando fora Aquele que só pertence o louvor e a glória, que queria dar a paz e solucionar os seus problemas, dando vida com abundância.
     Em Mateus 23.37, está escrito:
Jerusalém, Jerusalém, que matas os profetas, e apedrejas os que te são enviados! Quantas vezes quis eu ajuntar os teus filhos, como a galinha ajunta os seus pintos debaixo das asas, E TU NÃO QUISESTE!” Eles rejeitaram-No por não ver em Cristo aquilo que eles queriam ver, ouvir do Filho do Deus vivo aquilo que eles não queriam escutar,pois esperavam um Messias que trouxesse a salvação do jeito que eles achavam que tinha quer ser (um Messias do jeito deles)!
    
 Eu vim em nome de meu Pai, e não me aceitais; se outro vier em seu próprio nome, a esse aceitareis; Jo 5.43. E quantos nos dias atuais rejeitam a salvação de Jesus para suas almas, por não enxergar em Jesus aquilo que queria ver, ou ouvir aquilo que não queria escutar? A salvação está disponível para todos como nos dias de Jesus, mas muitos têm recusado, por mais incrível que pareça, ouvem a pregação, o apelo, o convite, vê os milagres e sinais, sabe que só Jesus é o caminho que conduz a vida eterna, o Salvador de sua alma, mas rejeitam-No.
     Muitos estão sofrendo com doenças, brigas em sua casa, desempregos, depressão, enfim, estão com suas vidas destruídas, cujo remédio para obterem a solução está unicamente em Jesus Cristo, mas preferem continuar sofrendo. Outros rejeitam por coisas fúteis, tais como:  vaidade, vida profissional como no caso do jovem rico do tempo de Jesus,
Mateus 19.16-26; por causa de honra dos homens como os fariseus, João 12.43; porque amavam mais a glória dos homens do que a glória de Deus; em suma, por coisas sem valor.
     Então, você que está lendo esse artigo e está desviado ou ainda não aceitou Jesus, você também que já aceitou, mas vê que não está apto para receber a salvação por esta desprezando-o ainda em algo, faça igual Zaqueu, Lucas 19.5-10:
“ E, quando Jesus chegou àquele lugar, olhando para cima, viu-o e disse-lhe: Zaqueu, desce depressa, porque, hoje, me convém pousar em tua casa. E, apressando-se, desceu e recebeu-o com júbilo. E, vendo todos isso, murmuravam, dizendo que entrara para ser hóspede de um homem pecador. E, levantando-se Zaqueu, disse ao Senhor: Senhor, eis que eu dou aos pobres metade dos meus bens; e, se em alguma coisa tenho defraudado alguém, o restituo quadruplicado. E disse-lhe Jesus: Hoje, veio a salvação a esta casa, pois também este é filho de Abraão. Porque o Filho do Homem veio buscar e salvar o que se havia perdido”. Ele estava perdido em seus pecados, mas um dia ouviu falar de Jesus e da sua salvação que trazia, e não pensou duas vezes em receber a salvação em sua casa, deixando Cristo transformar sua vida!
     Hoje, a salvação esta à sua disposição, não rejeite, não recuse, aceite a libertação para seu problema e o perdão para seus pecados, a cura para seu corpo e alma, aceite a SALVAÇÃO de Jesus Cristo, a Sua vida eterna e o lugar que Ele garante lá no céu, na Jerusalém Celeste!   
     II Timóteo 2.10:
“Portanto, tudo sofro por amor dos escolhidos, para que também eles alcancem a salvação que está em Cristo Jesus com glória eterna”; Salmos 95.1: “Vinde, cantemos ao SENHOR; jubilemos à Rocha da nossa salvação”; João 5.24:
Na verdade, na verdade vos digo que quem ouve a minha palavra e crê naquele que me enviou tem a vida eterna e não entrará em condenação, mas passou da morte para a vida”.

Filipe Fideles de Almeida.    

 

domingo, 11 de setembro de 2011

Saulo, agora Paulo, de perseguidor a perseguido.

Saulo, agora Paulo, de perseguidor a perseguido.

E Saulo, respirando ainda ameaças e mortes contra os discípulos do Senhor, dirigiu-se ao sumo sacerdote.
E pediu-lhe cartas para Damasco, para as sinagogas, a fim de que, se encontrasse alguns daquela seita, quer homens quer mulheres, os conduzisse presos a Jerusalém. Atos: 9:1,2
Saulo foi um perseguidor do povo de Cristo, ele via com grande fúria tudo aquilo que era feito pelos discípulos, não olhava com bons olhos aqueles sinais e prodígios que eram manifestos para honra e glória de Deus.
Ele sempre estava procurando autorizações nas sinagogas para poder legalizar aquelas perseguições.
Saulo participou também da morte de Estevão, que foi morto apedrejado, mais até o fim ficou firme, não renegando Jesus.
E também Saulo consentiu na morte dele. E fez-se naquele dia uma grande perseguição contra a igreja que estava em Jerusalém; e todos foram dispersos pelas terras da Judéia e de Samaria, exceto os apóstolos. Atos 8:1
E quando o sangue de Estêvão, tua testemunha, se derramava, também eu estava presente, e consentia na sua morte, e guardava as capas dos que o matavam. Atos 22:20
Mais mal sabia Saulo que iria se tornar um Paulo, e que iria sofrer na pele aquilo que ele mesmo fazia os outros sofrerem.
E, indo no caminho, aconteceu que, chegando perto de Damasco, subitamente o cercou um resplendor de luz do céu.
E, caindo em terra, ouviu uma voz que lhe dizia: Saulo, Saulo, por que me persegues? Atos 9:3,4
Aconteceu então que Saulo o perseguidor teve um encontro com Jesus, e teve sua vida drasticamente mudada, foi completamente mudado, quando ele começou seu evangelho as pessoas tinha medo dele, pois não acreditavam nesta mudança. Foi então que Saulo que perseguia, virou Paulo, que era  perseguido pelos próprios que o ajudavam nos conflitos contra os cristãos.
E Deus pelas mãos de Paulo fazia maravilhas extra ordinárias. Atos 19:11
Paulo com suas palavras, fala  de tudo o que já havia lhe acontecido, passou por várias coisas que antes ele mesmo fazia contra o povo de Cristo.
Três vezes fui açoitado com varas, uma vez fui apedrejado, três vezes sofri naufrágio, uma noite e um dia passei no abismo;
Em viagens muitas vezes, em perigos de rios, em perigos de salteadores, em perigos dos da minha nação, em perigos dos gentios, em perigos na cidade, em perigos no deserto, em perigos no mar, em perigos entre os falsos irmãos;
Em trabalhos e fadiga, em vigílias muitas vezes, em fome e sede, em jejum muitas vezes, em frio e nudez.
Além das coisas exteriores, me oprime cada dia o cuidado de todas as igrejas.
2 Coríntios 11:25,26,27,28
Jesus transforma vidas, independetemente do que a pessoa faça, Jesus é o nosso advogado, não importa se é vicio, caminhos errados, mas companhias, prostituição, etc, não tem problema que Jesus Cristo não possa resolver, porque ele nos foi enviado a fim  de nos lavar de todo pecado, Jesus esta disposto a nos perdoar só basta querermos esta mudança na nossa vida.
Portanto, agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o Espírito. Romanos 8:1
Que Deus abençoe a todos.
Filipe Fideles de Almeida.

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Jejum ! uma arma poderosa que muitos desconhecem!

Jejum ! uma arma poderosa que muitos desconhecem!


Logo que entrei na igreja, eu comecei a ouvir falar muito sobre jejum...a unica coisa de jejum que eu conhecia é aquele que fazemos antes de um exame, ou algo do tipo...

Mas ai fui conhecendo a biblia..e vi jejum é algo necessário a vida de qualquer pessoa...
o jejum é uma arma poderosa.

Mas por que jejuar ?Jejuar é se consagrar a Deus..

Devemos jejuar quando estamos lidando com males espirituais, onde a carne pode falar mais alto..
Jejuar significa você dar espaço para o espirito, e este vai vencendo toda a vontade da carne.Ou seja, quando você jejua, você esta se centrando com Deus, e tirando todo desvio que a carne pode trazer.

Exemplo de Jejum na palavra:"Tocai a trombeta em Sião, santificai um jejum, convocai uma assembléia solene" Joel 2:15

"E os homens de Nínive creram em Deus; e proclamaram um jejum, e vestiram-se de saco, desde o maior até ao menor." Jonas 3:5

Mas esta casta de demônios não se expulsa senão pela oração e pelo jejum. Mateus 17:21 (OLHA SÓ O PODER DO JEJUM !)

E ainda houve o caso de Jesus, que Jejuou 40 dias no deserto.

Enfim.é isso.Pensem nessa arma.
E usem !
obs.: O jejum não precisa ser longo; Pode ser apenas de uma refeição (o almoço por exemplo). Basta orar a Deus: "Senhor, estou jejuando de tal hora até tal hora"
Nesta oração você fala a Deus qual é o propósito do jejum.
E no fim do periodo de jejum, ore mais uma vez, falando a Deus: "Senhor, estou entregando o Jejum a Ti".

Deus abençoe a todos.

Marcos Vinicius Fideles de Almeida.

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

A santidade do corpo


A santidade do corpo



É necessário começar estabelecendo fundamentos da doutrina de santificação, portanto quero iniciar pelo que considero o fundamento principal deste assunto:

“À igreja de Deus que está em Corinto, aos SANTIFICADOS em Cristo Jesus, CHAMADOS PARA SEREM SANTOS, com todos os que em todo lugar invocam o nome de nosso Senhor Jesus Cristo, Senhor deles e nosso”. – I Coríntios 1:2

O texto acima nos mostra que a santificação tem duas etapas:


inicial – “santificados em Cristo Jesus”;
progressiva – “chamados para serem santos”.


Quando a Bíblia usa o termo “santificados” em Cristo Jesus, não fala de algo que está acontecendo, mas sim de algo que já aconteceu; está no tempo passado. Vários outros textos confirmam que ao encontrarmos Jesus e nascermos de novo, fomos santificados (At.26:18, I Co.6:11, etc). Todo o passado de pecado foi removido e a sujeira espiritual foi lavada (Tt.3:5); tornamo-nos novas criaturas e as coisas velhas já passaram (II Co.5:17).

Por outro lado, a mesma Bíblia mostra que depois de termos passado por esta santificação, ainda há necessidade de algo mais, pois o mesmo texto também diz: “chamados para serem santos”. Estes mesmos que foram santificados inicialmente (uma experiência instantânea) são chamados para SEREM santos. Em outras palavras, o que Deus começou agora deve ser mantido e desenvolvido por cada um de nós.

“Segui a paz com todos e a santificação, sem a qual ninguém verá a Deus” – Hebreus 12:14

Ao falar sobre seguir a santificação, a Bíblia está falando de um processo. Esta carta foi dirigida a pessoas cristãs, portanto já haviam passado pela santificação inicial do novo nascimento. Porém, elas necessitavam de algo mais: um processo de santificação. E o que diferencia estas duas etapas da santificação?

O fato do homem ser tripartido (composto de três partes distintas), bem como o da salvação divina tocar de modo distinto cada uma destas partes:

“E o próprio Deus de paz vos santifique completamente; e o vosso ESPÍRITO e ALMA e CORPO sejam conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo” – I Tessalonicenses 5:23

Quando o apóstolo Paulo fala sobre Deus nos santificar “completamente”, está falando sobre o nosso ser inteiro, que é composto de espírito, alma e corpo.

Seu espírito é a parte de si que tem consciência de Deus e das coisas espirituais. Sua alma é a parte de si que tem consciência de si mesmo. Já seu corpo é a parte de si que tem consciência das coisas naturais. A salvação divina atinge cada uma destas três partes da seguinte maneira:

ESPÍRITO – já passou pela santificação inicial que se deu na ocasião da regeneração (II Co.1:21 – Tg.1:18 – I Pe.1:21). Agora se desenvolve mediante o processo de crescimento (I Pe.2:2 – Ef.5:15) que corresponde ao crescimento natural (I Co.3:1-3 – Hb.5:13,14);

ALMA – é a nossa personalidade; sede das emoções, intelecto e vontade. Não é regenerada, mas restaurada (Tg.1:21) pela Palavra de Deus. Enquanto a santificação do espírito é inicial e imediata, a santificação progressiva tem seu lugar na alma e no corpo. É o processo de mudança de valores (Lc.5:33-39 – Ef.4:23 – Jr.18:1-6 – Rm.12:1,2) que também chamamos de desenvolver a salvação (Fl.1:6 e 2:12) e despir-se do velho homem (Ef.4:20 a 5:21);

CORPO – nosso corpo só será totalmente santificado depois de transformado (Rm.8:23 – Fl.2:21 – I Co.15:50-53). Até que isto aconteça, a santificação do corpo é o processo contínuo de sujeitar a carne (I Co.9:27), guardar-se da imoralidade (I Co.6:13-20 – I Ts.4:1-8) e usar adequadamente os membros do corpo. A santificação do corpo abrange ainda a nossa forma de falar e de vestir (Ef.4:25,29 – I Tm.2:9,10).

O que aconteceu em nosso espírito – a regeneração – é o que chamamos de santificação inicial. Porém o processo de restauração da alma e sujeição da carne é o que chamamos de santificação progressiva. Ao destacar cada uma das três partes que compõem nosso ser enquanto falava da santificação, o apóstolo Paulo estava nos mostrando a necessidade de trabalharmos com cada parte em separado. Escrevendo aos Coríntios, ele falou sobre nos purificarmos das imundícies tanto da carne como do espírito (II Co.7:1).

Reconhecida esta diferença, avancemos em nossa meditação considerando o que a Bíblia fala sobre a santificação do corpo, que é o enfoque deste estudo:

“Porque esta é a vontade de Deus, a saber, a vossa santificação: que vos abstenhais da prostituição, QUE CADA UM DE VÓS SAIBA POSSUIR O SEU VASO EM SANTIDADE E HONRA, não na paixão da concupiscência, como os gentios que não conhecem a Deus; ninguém iluda ou defraude nisso a seu irmão, porque o Senhor é vingador de todas estas coisas, como também antes vo-lo dissemos e testificamos. Porque Deus não nos chamou para a imundície, mas para a santificação. Portanto, quem rejeita isso não rejeita ao homem, mas sim a Deus, que vos dá o seu Espírito Santo” – I Tessalonicenses 4:3-8

Diante do que as Sagradas Escrituras afirmam neste texto, podemos extrair cinco princípios:

1) abster-se da prostituição;

2) possuir o corpo em santidade e honra;

3) não iludir ou defraudar o irmão nesta área;

4) Deus é vingador;

5) Rejeitar a santificação é rejeitar a Deus.

Examinemos o que a Bíblia tem a dizer sobre cada um deles…

ABSTER-SE DA PROSTITUIÇÃO

O maior inimigo da santificação do corpo é, sem dúvida alguma, a prostituição. É interessante notar que este tipo de pecado não desaparece automaticamente da vida de alguém que nasceu de novo, senão a Bíblia não diria justamente aos nascidos de novo para absterem-se deste tipo de pecado. É impressionante a quantia de vezes em que a Bíblia adverte seus leitores (o povo de Deus) quanto aos perigos deste tipo de pecado! A prostituição (este termo inclui todos os pecados de ordem sexual) é um pecado diferente dos demais:

“Fugi da prostituição. Qualquer outro pecado que o homem comete, é fora do corpo; mas o que se prostitui peca contra o seu próprio corpo” – I Coríntios 6:18

Há algo por trás deste tipo de pecado que ainda não temos percebido. O que Paulo está enfatizando na carta aos irmãos de Corinto é o valor e santidade que o corpo deve ter como templo do Espírito Santo. Observe o contexto deste texto:

“Os alimentos são para o estômago e o estômago para os alimentos; Deus, porém, aniquilará, tanto um como os outros. Mas o corpo não é para a prostituição, mas para o Senhor, e o Senhor para o corpo. Ora, Deus não somente ressuscitou ao Senhor, mas também nos ressuscitará a nós pelo seu poder. Não sabeis que os vossos corpos são membros de Cristo? Tomarei pois os membros de Cristo, e os farei membros de uma meretriz? De modo nenhum. Ou não sabeis que o que se une à meretriz, faz-se um só corpo com ela? Porque, co
mo foi dito, os dois serão uma só carne. Mas o que se une ao Senhor é um só espírito com ele. Fugi da prostituição. Qualquer outro pecado que o homem comete, é fora do corpo; mas o que se prostitui peca contra o seu próprio corpo. Ou não sabeis que o vosso corpo é santuário do Espírito Santo, que habita em vós, o qual possuís da parte de Deus, e que não sois de vós mesmos? Porque fostes comprados por preço; glorificai pois a Deus no vosso corpo” – I Coríntios 6:13-20

Quando meditamos nesta porção bíblica a ponto de deixa-la penetrar em nosso íntimo, uma nova consciência vai se formando. Abster-se da prostituição é um imperativo para todo cristão porque seu corpo é templo do Espírito Santo de Deus! O corpo não foi feito pelo Criador para se prostituir, e sim para carregar em si a presença de Deus, o que não pode acontecer quando o santuário é maculado.

Deus criou o corpo do homem com um destino bem definido. Assim como Ele fez o estômago para os alimentos (e vice-versa), o que revela um propósito e destino bem específico, assim também projetou e idealizou o corpo para ser seu santuário. Desde o início Deus queria fazer de nós sua habitação. O corpo não foi criado para a prostituição, mas para ser SANTO de modo a servir como morada de um Deus santo!

POSSUIR O CORPO EM SANTIDADE E HONRA

Não somos donos de nós mesmos. Foi exatamente isto que Paulo afirmou aos Coríntios:

“Ou não sabeis que o vosso corpo é santuário do Espírito Santo, que habita em vós, o qual possuís da parte de Deus, e que não sois de vós mesmos? Porque fostes comprados por preço; glorificai pois a Deus no vosso corpo” – I Coríntios 6:13-20

Deus nos comprou pelo sangue vertido de Jesus na cruz. Agora não mais pertencemos a nós mesmos, mas sim a Deus. Nosso corpo deixou de ser nosso e passou a ser do Senhor, e Ele deseja que o glorifiquemos com o uso correto do nosso corpo.

Precisamos aprender a “possuir” (usar, ser mordomo) o corpo em santidade e honra. Isto fala na apenas de na nos prostituirmos, mas até mesmo da maneira como tratamos nosso corpo: alimentação, vestuário, etc. isto serve para todos, mas em especial para as mulheres! Não creio que possuir o corpo em santidade (diante de Deus) e honra (diante dos homens) inclua o uso de roupas sensuais e provocantes. O crente deve ser diferente! Isto não significa que teremos algum tipo de uniforme (terno para os homens e vestido para as mulheres, por exemplo), mas que devemos mostrar zelo pelo santuário de Deus e não defraudarmos uns aos outros nesta matéria. O ensino bíblico não deixa isto passar em branco:

“Quero, do mesmo modo, que as mulheres se ataviem COM TRAJE DECOROSO, com modéstia e sobriedade…” – I Timóteo 2:9a

Não devemos faltar com o decoro, mas honrar ao Senhor até na forma como nos vestimos. Isto também é possuir o corpo em santidade e honra!

NÃO DEFRAUDAR O IRMÃO

A prostituição é um pecado que não afeta só quem o pratica, mas também quem se envolve nele. Quando duas pessoas se envolvem e ambos são cristãos, além de terem pecado contra Deus e o seu corpo, defraudaram um ao outro. Lesaram uma outra pessoa e vão dar conta a Deus pelas duas coisas…pois a Bíblia declara que Deus é vingador destas coisas!

DEUS É VINGADOR

Os pecados de prostituição não ficarão impunes. A Bíblia diz que Deus é vingador destas coisas. Em Provérbios 6:29 lemos que não ficará impune aquele que tocar a mulher de seu próximo. Deus julgará os pecados de prostituição!

Alguns crentes não levam a sério o ensino bíblico e “brincam” com a graça divina, esquecendo-se que “de Deus não se zomba; tudo quanto o homem semear, isto também ceifará”, Gl.6:7. Quando escreveu sua primeira epístola aos Coríntios, o apóstolo Paulo declarou:

“Nem nos prostituamos, como alguns deles fizeram; e caíram num só dia vinte e três mil” – I Coríntios 10:8

A menção aqui é ao episódio que se deu quando os israelitas estavam nas proximidades de Moabe (Nm.25:1-9) e se entregaram à prostituição com as moabitas. E o relato bíblico mostra que uma praga matou mais de vinte mil homens num só dia! Não se tratava de uma coincidência, mas de juízo sobre o pecado. Quando Finéias, neto de Arão, fez expiação pelo povo, a praga cessou (Nm.25:10-13). Deus é vingador destas coisas!

REJEITAR A SANTIFICAÇÃO É REJEITAR A DEUS

Muitos fazem pouco caso da mensagem de santidade e acham que estão desprezando um pregador, mas o que a Palavra de Deus de fato ensina é que, quem assim o faz está rejeitando ao próprio Deus e não aos homens que Ele levantou para proclamarem estas verdades.

Sem santificação ninguém verá ao Senhor. Portanto, o que rejeita esta mensagem rejeita ao próprio Deus!

FUGIR É O MELHOR REMÉDIO

Há pessoas que acham que a melhor maneira de lutar nesta área é resistir este inimigo, mas o conselho bíblico é bem diferente. Não fala de enfrentar ou resistir, mas sim de fugir! Paulo, escrevendo a Timóteo, disse: “Foge também das paixões da mocidade”, II Tm.2:22. Quando José se encontrou em dificuldades de resistir os apelos da mulher de Potifar a melhor saída que ele encontrou foi correr! Ela não representava uma ameaça física a José; não podia violenta-lo…o único perigo que José viu foi em si mesmo, na sua carne e desejos. Mas não lidou com o problema de nenhuma outra forma a não ser fugir.

Fuja das ofertas do pecado e conserve-se em santidade ao Senhor. Além da benção presente, saiba que haverá um galardão e recompensa para aquele que vencer.

Quando o apóstolo Paulo escreveu aos coríntios, advertindo-os quanto ao perigo deste pecado deu o mesmo conselho: “Fugi da prostituição”, I Co.6:18. Sempre que a Bíblia fala sobre este pecado, ensina a mesma saída. Portanto, siga este conselho!

Que o Senhor o conduza a um viver vitorioso de santidade.

marcos vinicius fideles de almeida
--------------------------------------------------------------------------------

sábado, 6 de agosto de 2011

Morro mas não nego a Jesus.

Morro mas não nego a Jesus.
 Alexandra lopes.
Nem as pedras, nem as causas delas: ‘dores, sangue e morte’ fizeram Estevão negar o nome do Senhor, pois maior que tudo naquele momento e hora, certamente era e é: “A Certeza da Salvação que está em CRISTO JESUS!”
    
     Em Atos 6.8-60, encontramos a história de Estevão, homem temente a Deus, repleto de fé e poder de Cristo em sua vida. Ele fazia prodígios e grandes sinais entre o povo.
     Num certo dia, levaram-no ao conselho a fim de acusá-lo de ditas mentirosas, mas nas interrogações que lhe faziam, todos eram respondidas sabiamente através do Espírito Santo. Lembrando que esses tais estavam com os olhos fixados no homem de Deus, podendo ver seu rosto como de um anjo (Atos 6.15).

     E eles enfureceram-se em seu coração e rangiam os dentes contra ele pelas suas sábias palavras, mas Estevão, estando cheio do Espírito Santo e fixando os olhos no céu, viu a glória de Deus e Jesus, que estava à direita de Deus e disse: Eis que vejo os céus abertos, e o Filho do homem, que está em pé à mão direita de Deus” (Atos 7.54,55 e 56).

     Todavia, tapados os ouvidos, eles gritaram em alta voz, arremetendo unânimes contra ele, expulsando-o da cidade, apedrejaram-no, e Estevão em invocação dizia: “Senhor Jesus, recebe o meu espírito” (Atos 7.57,58,59). E, pondo-se de joelhos, clamou com grande voz: “Senhor, não lhes impute este pecado. E, tendo dito isto, adormeceu” (Atos 7. 60).

     Nessa triste acontecimento, que lição esse profeta de Deus pode nos mostrar nos tempos atuais? Muitas! Em especial esta:
Nem as pedras, nem as causas delas: “dores, sangue e morte” fizeram Estevão negar o nome do Senhor, pois maior que tudo naquele momento e hora, certamente era e é: “A Certeza da Salvação que está em CRISTO JESUS!”

     Quantos que por mínimas coisas, isto é, coisas fúteis e sem importância, negam o nome do Senhor. A vaidade, por exemplo, tem feito muitos homens e mulheres saírem da presença do Messias, pois perdem mais tempo cuidando do exterior do que do interior. Porque sabemos que a preocupação está mais fora dele, pois ele é mostrado para alguém que lhe vê e nota, em especial, o mundo. Porém, quando cuidamos do nosso interior e exterior dentro da Palavra de Deus, cuidamos do nosso espiritual com o Senhor: “Não andeis cuidadosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer ou pelo que haveis de beber; nem quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Mas, buscai primeiro o Reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas”(MT 6.25; 33).

     É e por causa do exterior que muitos negam a Jesus. Obedecem da maneira que acham que é agradável. Negam, mas fingem que não negam. Pecam, mas fingem que nada aconteceu. Muitas das vezes, aponta seu irmão do erro, fazendo às escondidas pior. Analisemos, pois o momento de Estevão no conselho, ele não se intimidou, nem se enfraqueceu para responder justamente as perguntas dos falsos e, por causa disso, foi sentenciado sua morte por meio de apedrejamento. Ele sabia que viver e falar de Cristo eram mais importantes que a sua própria vida (“Vida” é a moradia com Cristo no Paraíso), mas negá-Lo seria resultado fúnebre infernal (não obedecer a Jesus é viver negando-O, tendo apenas vida no mundo, não fazendo parte da Vida Eterna): Porque, qualquer que quiser salvar a sua vida, perdê-la-á; mas qualquer que, por amor de mim, perder a sua vida, a salvará”; Lucas 9.24.

     Recordemos que o rosto de Estevão foi visto como rosto de um anjo. Como está sendo nossos rostos aos olhos do mundo? Têm sido luz ou trevas? Estevão foi visto em luz, obviamente por causa do seu bom testemunho de irmão, crente, servo e fiel a Jesus. Nós temos que estar na presença do Senhor em obediência a todo o custo e tempo, lembrando dos nossos feitos diante da Palavra que diz:Enquanto estou no mundo, sou a luz do mundo” (João 9.5). Assim, quando nós entregamos nossa vida para o Messias, é Ele quem nos guiará para onde devemos seguir, é Ele quem nos ajudará a viver, sobreviver e vencer a milhares e milhares de artimalhas de Satanás, pois agora estamos seguindo a Luz, não as trevas: “Porque noutro tempo éreis trevas, mas agora sois luz no Senhor; andai como filhos da luz” (Efésios 5.8); “Vê, pois, que a luz que em ti há não sejam trevas” (Lucas 11.35).

     Deus reconhecia e sabia da fidelidade de Estevão que não era falso, mas puro e honesto. Aliás, se não fosse, de maneira alguma o Senhor deixaria Estevão ver a Sua face juntamente com a do Seu Filho Amado assentado à Sua direita. Nessas palavras, acreditemos, nossa obediência fará ver JESUS. Nossa fidelidade, temor, fé, esperança fará com que enxerguemos o rosto daquele que deu o seu corpo a ser machucado, maltratado, esnobado, judiado e cuspido por mim e por você!

     Sintamos, obedeçamos e enchamos-nos de Jesus Cristo em nossas vidas, pois não há perfeição mais linda em morrer salvo, sabendo que passeará na Casa Celestial para todo o sempre. Glória seja dada ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo de Deus por isso; amém! As pedras lançadas no corpo de Estevão resultaram nisso. Sua morte foi felicitação aos homens e mundo, pois para eles um homem que falava do Messias e da verdade foi excluído; mas, para o Todo-Poderoso é um servo cheio da graça, da sabedoria, do Espírito Santo que pela obediência e lealdade preferiu as dores terríveis das pedras lançadas sobre o seu corpo do que negar a Palavra de Deus.

     Amados irmãs e irmãos, qual é a pedra que está tentando nos afrontar, derrubar, machucar, pisar, humilhar para que caiamos nas ciladas do Inimigo? Graças ao REI que Ele sabe! Contudo, seja qual for essa pedra, ela não é maior que DEUS. Se crermos e não deixarmos o Maligno nos derrubar, as pedras que têm ido em nossa direção, elas não terão força contra nosso viver nem poderão nos barrar, parar e tropeçar, pois MAIOR é aquele que está em CRISTO JESUS: “ Se alguém está em Cristo, nova criatura é” ( II Coríntios 5.17). Entretano, isso depende de nossa lealdade, amor, temor e obediência para com JEOVÁ. Por fim, reflita nessas palavras:
Nem as pedras, nem as causas delas: ‘dores, sangue e morte’ fizeram Estevão negar o nome do Senhor, pois maior que tudo naquele momento e hora, certamente era e é: “A Certeza da Salvação que está em CRISTO JESUS!”


Filipe Fideles de Almeida.

sábado, 23 de julho de 2011

Batalha contra o inferno.

 Batalha contra o inferno.

A Batalha Espiritual, como o nome afirma, é travada no mundo espiritual e é necessário que haja pessoas santas e cheias do Espírito Santo, agraciadas com dons para que sejam canais, através dos quais o Senhor Deus orientará o Seu exercito de servos, revelando as estratégias certas para cada ocasião, bem como, os passos do inimigo. A Batalha não é segundo a carne ("Embora andando na carne, não militamos segundo a carne." 1Co 10.3), não é contra homens, sim, contra satanás ("Pois nós não estamos lutando contra seres humanos, mas contra as forças espirituais do mal que vivem nas alturas, isto é, os governos, as autoridades e os poderes que dominam completamente este mundo de escuridão." Ef 6.12; veja mais: Gn 3.15; 2Co 2.11; Tg 4.7).
Os servos chamados à guerrear precisam ser irrepreensíveis em suas ações, a santidade é uma qualidade imprescindível. Neste exército não há espaço para os chamados "crentes carnais", ou desprovidos de compromisso verdadeiro com Deus. Aventurar-se na batalha com brechas é morte certa!
A recomendação de Paulo a Timóteo foi: "Este é o dever de que te encarrego, ó filho Timóteo, segundo as profecias de que antecipadamente foste objeto: combate, firmado nelas, o bom combate, mantendo fé e boa consciência, porquanto alguns, tendo rejeitado a boa consciência, vieram a naufragar na fé." (1Tm 1.18,19). O soldado de Deus precisa manter-se firme na fé e procurar desempenhar com seriedade e zelo a missão confiada. A vigilância ("Sede vigilantes, permanecei firmes na fé, portai-vos varonil mente, fortalecei-vos". 1Co 16.13) deve ser constante, não se contaminar com o mundo, abrindo brechas através das quais o inimigo possa tocá-lo. A oração é tão importante quanto o ar que se respira ("com toda oração e súplica, orando em todo tempo no Espírito e para isto vigiando com toda perseverança e súplica por todos os santos". Ef 6.18), se não houver vida de oração, a derrota está próxima.
A Batalha Espiritual engloba todos os servos que procuram vivenciar o senhorio de Cristo Jesus (Fp 1.30), não apenas alguns: "Por isso peguem agora a armadura que Deus lhes dá. Assim, quando chegar o dia de enfrentarem as forças do mal, vocês poderão resistir aos ataques do inimigo e, depois de lutarem até o fim, vocês continuarão firmes, sem recuar." (Ef 6.13). Mas, como já foi tratado antes, é indispensável que haja compromisso e vida santa. Os soldados são capacitados e protegidos pelo próprio Senhor a desempenharem a missão ("Porque eu, o SENHOR, teu Deus, te tomo pela tua mão direita e te digo: Não temas, que eu te ajudo." Is 41.13; "Ó SENHOR, meu Deus e meu Salvador, tu me protegeste na batalha." Sl 140.7). A força vem de Cristo! ("Mas o Senhor me assistiu e me revestiu de forças, para que, por meu intermédio, a pregação fosse plenamente cumprida, e todos os gentios a ouvissem; e fui libertado da boca do leão. O Senhor me livrará também de toda obra maligna e me levará salvo para o seu reino celestial. A ele, glória pelos séculos dos séculos. Amém!"  2Tm 4.17,18).
A vitória na guerra vem do próprio Senhor! ("Graças a Deus, que nos dá a vitória por intermédio de nosso Senhor Jesus Cristo." 1Co 15.57). Não é à força do homem, não são objetos e recitações de textos que nos fará vencedores. Somos nesta batalha apenas soldados sob o comando do nosso General.
Se realmente queremos fazer parte deste grande exercito de Cristo temos que atender ao chamado que ele tem dado a cada um de nós. E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura. Marcos 16:15  

A cada dia possamos estar  de baixo das promessas de Deus, pois Deus tem compromisso com quem tem compromisso com ele, vamos continuar nessa batalha contra o inferno, pois nosso Deus está sempre com nosco.

Que Deus abençoe a todos.



 
Filipe Fideles de Almeida.

sábado, 25 de junho de 2011

Minha vida no altar de Deus.

Minha vida no altar de Deus.
Porquanto o SENHOR teu Deus anda no meio de teu arraial, para te livrar, e entregar a ti os teus inimigos; pelo que o teu arraial será santo, para que ele não veja coisa feia em ti, e se aparte de ti. Deuteronômio 23:14
Temos que viver uma vida em santidade, pois nós somos templo do Espírito Santo de Deus, tem muitas pessoas que na igreja são crentes mais quando chegam a outros lugares não dão testemunho de crente, temos que ser santos em tudo, e onde formos, porque não adianta nós lermos a Bíblia, e ouvirmos tantas coisas maravilhosas no culto da igreja, ou por outro meio de evangelização e ensinamento, mais não praticarmos aquilo na nossa vida externa, temos que ser fora da igreja àquilo que somos quando estamos dentro dela, o que adiantaria ser santo por algumas horas? Temos que ser tementes a Deus durante todo momento. Pois a palavra de Deus diz: Eis que venho sem demora; guarda o que tens, para que ninguém tome a tua coroa. Apocalipse 3:11

Mas nenhum homem pode domar a língua. É um mal que não se pode refrear; está cheia de peçonha mortal. Com ela bendizemos a Deus e Pai, e com ela amaldiçoamos os homens, feitos à semelhança de Deus.De uma mesma boca procede bênção e maldição. Meus irmãos, não convém que isto se faça assim; Tiago 3.8-10.
Vamos fazer o possível para falar somente coisas que agradam a Deus, pois a nossa boca pode tanto abençoar quanto também maldiçoar, vamos falar somente o que é bom, falar só coisas que nos elevará espiritualmente, deixar de lado as palavras e as coisas que o mundo faz e diz, palavrões, fofocas, disse mim disse, e outras coisas do tipo. A língua benigna é árvore de vida, mas a perversidade nela deprime o espírito, Provérbios 15.4”.

Um novo mandamento vos dou: Que vos ameis uns aos outros; como eu vos amei a vós, que também vós uns aos outros vos ameis. João 13:34
O amor ao próximo também é muito importante. Pois como podemos dizer que amamos a Deus? Nós não o vemos, Para começar a amar a Deus temos que primeiro amar nosso irmão que está do nosso lado, pois quem diz que ama Deus e não ama seu próximo está enganando a si mesmo. Temos que amar uns aos outros assim como Deus nos amou, ELE enviou seu filho amado para morrer por nossos pecados, não existe amor maior que esse, nenhum ser humano daria um filho pra purificar vidas do pecado.
Filipe fideles de Almeida.
A paz do Senhor.
Que Deus abençoe a todos.

terça-feira, 21 de junho de 2011

O que devemos guardar em nossos corações ?

O que devemos Guardar em nossos corações ?




“Escondi a tua palavra no meu coração, para eu não pecar contra ti” SL 119:10














Por que alguém esconderia algo?
Por que você esconderia algo?
Eu esconderia algo que eu não quero que ninguém pegue! Algo que eu não quero perder, que quero ter sempre comigo.
Creio que era essa a intenção do salmista quando se refere assim à Palavra! Ele quer esconde-la no coração dele, talvez coloca-la lá no íntimo, para que ele a tenha por perto, se lembre dela, assim, possa pratica-la, para não pecar contra o Senhor Deus!
Em outra passagem lemos que a boca fala do que está cheio o coração não é? Pois bem... Do que falaria uma boca que tem a Palavra escondida no coração dela? Como agiria uma pessoa que tem em seu coração a palavra do Senhor guardada no mais íntimo? Lá naquele lugar de coisas especiais?
devemos guardar coisas boas não quinquilharias em nosso coração. Perdoar. Agora, depois de retirá-las, vamos preencher esse espaço vazio com a Palavra. O Salmista guarda a palavra do Senhor como um bem mui precioso. Ele escondi, guarda e com uma preocupação.. De não pecar! Ele sabe que se Ele seguir os caminhos do Senhor, Ele alegrará o coração de Deus. Ele sabe que se Ele se alimentar da palavra que se renova a cada dia, que é viva e que é eficaz.. Ele se manterá em Santidade. Ele sabe que se Ele esconder a Palavra, com cuidado e com zelo Ele alcançará o coração de Deus!! – Talvez você já tenha se perguntado: Como tocar o coração de Deus! Como viver uma vida de santidade! Como... Guarde a Palavra do Senhor no seu coração.
Guardar e não praticar é perder! Não perca a palavra de Deus no meio das quinquilharias todas que você tem guardado em seu coração. Limpe-o e guarde com zelo e carinho para usar na hora que mais precisar!
Faça como o salmista que anseia o Senhor: “Com todo o meu coração (grifo meu) te busquei; não me deixes desviar dos teus mandamentos” ( v. 10) e tudo faz para não se desviar das leis do Senhor. Ele busca o Senhor de todo coração para não se desviar das Leis dele.
Imagino aqui que quando a tentação chega, quando o dia mal chega, (a TPM (rsrs) tem mulher que fica na carne na TPM) o salmista clama, implora socorro. Pra que? Para não pecar contra o Senhor! Não se desviar dos teus estatutos.
O que você faz quando a corda chega ao teu pescoço? Quando você está a um passo de pecar? Se rende? Ou clama?
Sim, eu sei “...a carne é fraca” Mt 26:41 mas não se apoie nisso. Você tem o livre arbítrio. Você escolhe ceder ou fugir. “resisti ao diabo e ele fugirá de vós” Tg 4:7
E se você não conseguir se segurar?
Pecou!? O sentimento de culpa infernizou seu dia!? “filhinhos meus, isto vos escrevo para que não pequeis. Mas, se alguém pecar, temos um intercessor junto ao Pai, Jesus Cristo, o Justo. (1 Jo 2:1)
Ele é socorro presente: ARREPENDA-SE! Não guarde culpa no seu coração! Guarde a palavra do Senhor! A boca fala o que o coração está cheio então encha essa sua boca de arrependimento, não de palavras de tristeza ou frustração por não ter conseguido evitar aquele copo, por não ter conseguido dizer não ao cigarro, por não ter conseguido entregar o seu dízimo (também é pecado viu), por não ter conseguido segurar a língua... No Senhor há salvação!

AMIGO, o que você tem guardado em seu coração? A tristeza, o erro, a dor, a desobediência, o ódio, o rancor? Faça um dia de faxina! Limpe o teu coração e guarde a Palavra do Senhor! Assim, e SÓ ASSIM agradaremos o Senhor Deus!
Faça dessa musica um desejo do teu coração. Ainda, uma prática..



A TUA PALAVRA


A tua palavra escondi,guardada no meu coração
Pra eu não pecar contra ti senhor, a tua palavra escondi.
Minhas vestes no sangue lavei,e das tuas águas bebi,
Pra ser uma oferta agradável a ti,minha vida a ti consagrei,
Meus dons e talentos são pra ti servir,
Meus dons preciosos são teus,
Não vejo razão na minha vida sem ti,
Tu és meu senhor e meu Deus,assim como o fogo refina o ouro,
Vem tua obra em mim completar,
Até que o mundo possa ver tua glória em meu rosto brilhar!


Amados, que os seus dons e talentos sejam pra servir ao Senhor Deus, Deus quer te fazer maná em desertos alheios. Faça dele o seu Senhor e seu Deus, chame-O pra perto de ti, para que ele posso completar a obra começada, e assim, a Glória do Senhor resplandeça em seu rosto.



marcos vinicius fideles de almeida






Fiquem na Doce Presença de DEUS