domingo, 19 de agosto de 2012

Carnaval: O mundo para e se perde na carnalidade

A festa quando se encerra deixa um saldo de muita violência, muitos acidentes de trânsito e muitas gravidezes. E ainda vemos campanhas que estimulam ao sexo livre, como a distribuição da "pílula do dia seguinte" e de preservativos. Isso não inibe que novembro seja o mês em que há um maior número de jovens garotas gerando filhos.


Definitivamente, o Carnaval, apesar de sua (má) tradição, só traz prejuízo à sociedade. Enquanto eles, os festeiros, procuram aliviar a sede constante com águas tão sazonais, nós, que alcançamos a graça divina, temos a água que Cristo dá, conforme Ele disse: "Mas aquele que beber da água que eu lhe der nunca terá sede, porque a água que eu lhe der se fará nele uma fonte de água que salte para a vida eterna" (Jo 4.14).


E o que nós, cristãos, temos que fazer? Agir naturalmente, como em todos os períodos do ano: Servir ao Senhor fielmente, levar a Sua Palavra aos que não têm Jesus e não nos conformar com este mundo.


Em todo Brasil, enquanto milhões de pessoas correrão atrás dos carros alegoricos, como o povo em Babilônia, que se curvava ante a estátua de Nabucodonosor, centenas de jovens, assim como Hananias, Misael e Azarias, não se prostrarão perante o deus desse século e se renderão aos pés do Senhor, dando-Lhe toda a adoração e glória!


Na quarta-feira, as cinzas cobrirão as almas dos idólatras, mas nós estaremos como Moisés, que rogou ao Senhor para que lhe mostrasse a Sua glória e Deus assim o fez (Ex 34.29)!!


Aproveitemos o feriado para estarmos mais próximos de Jesus! O carnaval passa,  o mundo passa, e a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre!!
Fonte: http://saberdoalto.blogspot.com.br/2010/02/carnaval-o-mundo-para-e-se-perde-na.html
Filipe Fideles de Almeida

Nenhum comentário:

Postar um comentário